Telefonia Convencional X VoIP

by

Introdução:
Em artigos postados anteriormente iniciamos uma série sobre Telefonia, cujos dois primeiros tópicos deram uma visão geral dos dois tipos de Telefonia: Convencional e VoIP.
Agora neste terceiro artigo da série, intitulado “Telefonia Convencional X VoIP”,  iremos “rivalizar” as duas tecnologias num formato de perguntas e respostas, como acontece em um debate, sendo que não há propostas e sim fatos. Portanto, bem-vindo ao debate!

Perguntas e Respostas:

Telefonia Convencional:
1) Os “gigantes” da telefonia convencional, têm um grande poder aquisitivo para poder comprar a estrutura necessária para uma chamada ir daqui ao Japão. Já as empresas menores, por não possuir tamanho poder aquisitivo acabam tendo que “entregar” a chamada para outras operadoras, para conseguir completar a chamada. Dos dois lados podemos ver um custo muito alto, sendo um “imediato” na compra da estrutura, e outro “com o tempo ” tendo que pagar para outras operadoras concluírem as chamadas.
Qual a influencia disso para o consumidor final ?

Com o grande número de empresas fornecendo serviços de telefonia é o consumidor final que está sendo beneficiado, pois a concorrência fica mais forte e as empresas ficam com a “obrigação” de fornecer serviços com qualidade cada vez maior cobrando um menor preço, com a finalidade de aumentar o número de clientes e suprir as necessidades destes.

2) Cada dia que passa, vemos que o VoIP vem tomando uma fatia maior do mercado de Telefonia. Isso ocorre devido ao desenvolvimento da tecnologia. Vendo por este lado, qual a proporção de crescimento para a Telefonia Convencional?

Se tratando de tecnologia, a telefonia convencional não vê o VOIP como ameaça ou inimigo, pelo contrário, a tecnologia VOIP é uma grande aliada. O VoIP permite um aumento no número de usuários e um aumento do uso da telefonia convencional. Já para as empresas, o surgimento do VOIP teve, tem e terá um grande impacto, pois deixou de ser uma “moda” e passou a ser o futuro da telecomunicação, logo se faz necessária a atualização de tais empresas para esse novo mercado e novas maneiras de prestação de serviço.

3) O VoIP vem tomando uma fatia do mercado cada vez maior.
Qual a atitude das operadoras de Telefonia Convencional para reaver essa “perda”?

As operadoras de Telefonia Convencional ao invés de buscar “lutar” contra o VOIP estão se adaptando as novas tecnologias e aos poucos modificando e implantando novos serviços, afinal tais operadoras sabem que para se manterem na liderança é necessário acompanhar os processos tecno-evolutivos do segmento.

4) Com o VoIP temos uma grande mobilidade e flexibilidade para fazer ligações. Uma empresa que situa no Japão pode facilmente ligar para sua filial no Brasil discando apenas um ramal, sendo que esta ligação não irá gerar nenhum custo. Já ligações para celular ou qualquer terminação de PSTN tem um custo bem reduzido.
Sendo assim qual a proposta para baixar os custos de ligações na Telefonia Convencional?

Os custos de ligações estão cada fez mais reduzidos, devido principalmente a essa concorrência, tanto entre operadoras convencionais como as baseadas em VOIP. Um ponto importante a ser lembrado é que o cliente está buscando sempre o melhor custo beneficio. E   na telefonia convencional, graças a qualidade, disponibilidade e facilidade de uso do serviço pelo público comum o custo benefício é excelente.

VoIP:
1) A rede de telefonia convencional é um sistema bastante confiável. Estamos acostumados a sempre ter nossos telefones funcionando e prontos para fazer e receber chamadas, pois funcionam com energia das centrais telefônica. Mesmo durante um apagão de energia, os telefones continuam a funcionar. Estamos acostumados a nossos e-mails não funcionarem por 30 minutos, mas 30 minutos sem um sinal de discagem pode ser uma situação inaceitável para muitas pessoas. Já a internet é um sistema muito mais complexo e funciona com uma margem de erro muito maior. Como pretendem resolver o problema de disponibilidade e confiabilidade ao usuário final?

Os sistemas hoje, são estruturados em forma de cluster, ou seja, há mais de um servidor fazendo a mesma tarefa. Sendo assim, se houver alguma falha em um dos servidores automaticamente outro servidor irá assumir a responsabilidade. Com a estrutura de clusters é possivel também fazer atualizações e manutenção nos servidores sem a necessidade de paralizar o sistema. Já em caso da falta de energia elétrica, existem os “nobreaks”. Qualquer empresa que tenha um CPD (Centro de Procesamento de Dados) evidentemente possui um nobreak, pois certos sistemas não podem parar. Sendo assim, basta ligar os telefones IP no nobreak. O valor a ser investido em um nobreak e o espaço que ocupará o mesmo, faz com que o VoIP não seja tão procurado por usuários domésticos, pois em caso de falta de energia, não haveria como fazer uma ligação de emergência. Porém, o seu “custo benefício” ainda atrai muitas pessoas. Além do mais, segundo a Anatel 145 milhões de pessoas têm celular no Brasil,  uma ligação para o 190 é gratuita😉.

2) É fato que a internet é uma rede muito mais complexa, logo demanda uma quantidade de equipamentos e empresas muito maior que a rede telefônica convencional. Parte desses equipamentos inclusive são de propriedade e responsabilidade dos próprios clientes, aumentando ainda mais o risco de falta de disponibilidade do serviço. Tudo isso – mais o fato de se tratar de uma tecnologia muito mais nova – faz com que as conexões de internet estejam muito mais sujeitas a problemas que o telefone convencional. Como vocês pretendem melhorar esta infra-estrutura?

A internet realmente conta com uma infra-estrutura bem complexa, devemos isso a sua flexibilidade em poder transmitir diversos tipos de informações como: dados, video e voz. Por conta disso mais a facilidade que ela nos proporciona hoje, diversas empresas e governos do mundo inteiro investem nessa estrutura, fazendo com que esteja em constante atualização e desenvolvimento, sempre para melhor atender as necessidades do mundo. O fato de que parte dos equipamentos são de responsabilidade dos próprios usuários me faz lembrar a seguinte cena. “Tenho um telefone sem fio em casa e acaba a bateria, de quem é a culpa?”. Lembrando também que as empresas de Telefonia Concencional não se responsabilizam por problemas que estejam “do poste para dentro”.

3) Os serviços de VoIP também estão sujeitas a virus e hackers como o resto dos serviços de internet. Como vocês tratam a segurança?

Qualquer tecnologia que envolve a transferência de dados ou informações são propensos a segurança comprometida. Acontece com telefones, telefones celulares e Internet. O VoIP, tem a Internet como o seu meio de transferência. É impossível garantir total segurança na transmissão de informações pela Internet, incluindo as chamadas telefónicas.
Novas tecnologias vêm surgindo com protocolos de segurança mais altamente desenvolvidos, isso dificulta a interceptação na transmissão de informações. Um exemplo disto é a VPN (Virtual Private Network) que cria um “túnel” entre as extremidades da conexão, assim os dados trafegam seguros de uma ponta até a outra.

4) Novamente a comparação será sempre com as ligações telefônicas convencionais, em que todos estamos acostumados. Existem fatores que afetam a qualidade das ligações feitas por VoIP. Eis alguns deles:
COMPRESSÃO: após a conversão dos sinais analógicos para digitais há a compressão. Logo há perda de qualidade;
PROCESSAMENTO: para fazer a compressão em tempo real precisamos de capacidade de processamento considerável, coisa que não acontece na telefonia convencional;
ECO: ao se fazer compressão e descompressão de pacotes de voz, pode haver atraso no processamento e isso pode gerar o eco;
CONGESTIONAMENTO DE REDE: se a largura de banda estiver sobrecarregada aplicações de tempo-real como o Voip tem muitos problemas.
Sendo a qualidade de voz um ponto importante na telefonia, como vocês tratam essa questão?

Como a rede IP não foi projetada inicialmente para o tráfego da voz, coube a nós adapta-la com novas tecnologias, protocolos que permitissem o tráfego da voz sem perder consideravelmente a qualidade da voz.
Para digitalizar o audio de forma a trafegá-lo na rede IP competindo com dados, video e tudo o mais que trafega nesse tipo de estrutura, utilizam-se codecs. Existem inúmeros codecs, cada qual com sua taxa de compressao e utilizacao de banda.
Um exemplo é o G.711, que utiliza o método de compressao PCM que tem um atraso de apenas 0.75 milisegundos, mas em compensação a cada segundo utiliza 64kb de banda para cada chamada.
Já o G.729 ultiliza um método de compressão mais robusto, que utiliza menos banda: 10Kbps e tem o atraso de 10 milisegundos.
Para garantir a qualidade da voz, existe o MOS – Mean Opinion Score, que é um esquema de pontuação que varia de 0 a 5, sendo 5 a garantia de melhor qualidade. O MOS do G711 é 4.1 e do G729 é 3.61.
Para realizar a compressão, é necessário algum processamento, mas nada que os processadores atuais, ou chips em placas de voz, nao facam com perfeição.
Na implementacao de uma solução VoIP, deve ser estudado e aplicado um esquema de QOS (Quality of Service) na rede, para permitir a priorização dos pacotes voz e vídeo a fim de garantir a qualidade da solução.

Conclusão:
Ao analisar as duas tecnologias percebemos que não há uma vencedora, pois a melhor tecnologia não é aquela que mais oferece recursos e melhorias e sim a que mais se adequa a uma solução ou necessidades, seja no ramo empresarial ou pessoal. Avaliando em termos de aceitação, usabilidade e disponibilidade para o público comum notamos que a Telefonia Convencional ganha em disparado do VoIP.
No entanto, ao analisar o mercado atual e as perspectivas futuras, vemos que o VoIP com o passar do tempo está angariando uma fatia importante do mercado da Telefonia Convencional. Vemos também que ainda levará um bom tempo para o VoIP dominar ou disputar mercado em nível de igualdade com as soluções da Telefonia Convencional, principalmente em países menos desenvolvidos em tecnologia, devido as necessidades de uma boa infra-estrutura e outros requisitos. É fato que, com o avanço tecnológico no ramo da telefonia, futuramente irão surgir novas soluções de telefonia competindo com as demais dos dias de hoje, e nessa competição quem sairá ganhando é o consumidor certamente.

Escrito por:
Adelson Junior
Fabrício Campos
Juliana Taguchi
Rodrigo Ribeiro
Wesley Volcov

6 Respostas to “Telefonia Convencional X VoIP”

  1. Anonymous Says:

    “O VoIP permite um aumento no número de usuários e um aumento do uso da telefonia convencional.”

    Poderia explicar melhor sobre isto?

  2. Rodrigo Ribeiro Says:

    Caro “Anonymous”,

    Sua indagação é muito importante para nós! Isso contribui para melhores e mais claros posts no futuro e clareza das informações aqui descritas.

    Este que redige o texto é “Rodrigo Ribeiro”, caso leve em conta a identificação. Perdão pela frase mal formulada. O correto seria:

    “O VoIP permite um aumento no número de usuários e um aumento do uso da telefonia convencional, pois as chamadas que não estão envolvidas no ambiente onde ele está inscrito (um número considerável) se referem a usuários externos do sistema, que no caso são usuários da PSTN (rede pública de telefonia) e usam os meios comunicativos desta. Logo é fato que o número de ligações e uso da telefonia convencional sofrem um aumento pois aumenta-se o número de usuários co-relacionados com o VoIP, fora o aumento dos usuários que usufruem do sistema VoIP nos dias de hoje.”

    Acredito que este parágrafo tenha ficado mais claro agora para a sua pessoa e as outras que futuramente irão visualizar este post.

  3. gatinha1988 Says:

    Com este segundo post, passa a ligeira impressao de que os usuarios de VoIP sao novos, e nao usavam telefonia convencional. Imagino que quis dizer de que devido aos custos baixos do VoIP, haveria uma popularizacao da telefonia em si. Em parte concordo com isso, mas mesmo assim, a tecnologia VoIP nao seria mais como um meio alternativo de comunicacao, em vez de ser algo para “popularizar” a comunicacao.

    Me vem uma analogia:

    – Havia somente carros a gasolina.
    – Foi criado o motor movido a etanol.
    – A grande maioria dos novos usuarios de carros movidos a etanol eram usuarios de carros movidos a gasolina, que foram atraidos pelo menor custo de tal combustivel.
    – Alguns poucos adquiriram veiculos movidos a etanol pelo menor custo do combustivel

    Nao sei se conseguiu entender. Espero que consiga demonstrar com dados estatisticos a veracidade de tal afirmacao🙂

  4. Fabrício Ferrari de Campos Says:

    Cara gatinha1988,

    A sua analogia foi perfeita. Aliás, usando-a podemos explicar melhor o papel do VoIP na telefonia.
    Ele é sim uma tecnologia alternativa. Atualmente podemos fazer uma ligação para outra pessoa usando apenas VoIP. Mas, agora imaginemos que a telefonia é o carro da sua analogia, desta maneira, com a criação do etanol (que analogamente seria o VoIP) houve uma parte de usuários (novos e antigos) que adquiriram carros com essa tecnologia. Logo a venda de veículos teve um aumento, assim como o uso da telefonia com o surgimento do VoIP.
    Lembrando que em diversas situações uma ligação VoIP faz uso da tecnologia convencional, como acontece com um carro Flex.

    Quanto aos dados estatísticos não encontrei nenhum no momento, mas se encontrar colocarei aqui no post.

    Obrigado pelo comentário. Na próxima vez, sinta-se à vontade para se identificar.

  5. Kamen Rider Black RX Says:

    Agora eu entendi.
    Foi bem sutil a diferenca entre o “aumento” do numero de usuarios e o “aumento” do uso da telefonia.

    Obrigado pelo esclarecimento!

  6. Elton Says:

    Olá, tenho duas dúvidas:

    1) Porque podemos pagar tarifas mais baixas usando telefonia VOIP?

    2) Comparação entre o sistema VOIP e o sistema de telefonia convencional nos seguintes aspectos: mobilidade, localização do número telefônico e tipo de conexão.

    Obrigado!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: