Impressões: Encontro Internacional de Tecnologia e Inovação para Pessoas com Deficiência

by

Nos dias 8 a 10 de dezembro, aconteceu o primeiro Encontro Internacional de Tecnologia e Inovação para Pessoas com Deficiência, sediado em São Paulo no WTC.

Nós da Voice Technology participamos dos três dias do evento, com o intuito de conhecer mais esse mundo, pois estamos desenvolvendo uma solução voltada  para surdos, e estamos buscando conhecer melhor essa realidade.

Abaixo, segue as minhas impressões sobre o evento, espero que gostem.🙂

Infra-Estrutura e Organização

A infra-estrutura do evento foi muito boa, o WTC é um local que costuma ser sede de vários eventos, até alguns de TI. As palestras ocorreram em dois locais, um auditório com uma alta capacidade de público (não tenho os números) e uma sala com menor capacidade de público. Ainda havia um espaço para os expositórios bem organizado.

A organização deixou um pouco a desejar, devido aos atrasos das palestras e falhas na apresentação das palestras (problemas com slides, microfone, tradução, etc). Mas nada que tenha prejudicado muito o evento em si.

Abertura Oficial do Encontro com a Profª. Drª. Linamara Battistella

Abertura Oficial do Encontro com a Profª. Drª. Linamara Battistella

Palestras

Basicamente dois tipos de palestras foram feitas:

  • Apresentando soluções tecnológicas voltadas para pessoas com deficiência: bem interessantes, mostrando como a tecnologia pode contribuir para a vida das pessoas com deficiência;
  • Falando sobre assuntos políticos em relação as pessoas  com deficiência: não são palestras de minha preferência, foram bem políticas, cheias de boas inteções, mas muito blá-blá, ainda não há muitos resultados expressivos no Brasil, até porque só recentemente, que as ações políticas comeceram a ter uma nova visão em relação as pessoas com deficiência.

Um ponto que achei interessante, é que há muitas pessoas bem encajadas nessa causa. Pessoas realmente comprometidas e focando na melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência. Destaque para a Secretária da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa Com Deficiência, Profª. Drª. Linamara Battistella, Cid Torquato, Coordenador de Articulação Institucional e Políticas Públicas da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e a vereadora da cidade de São Paulo, Mara Gabrilli.

Palestra - O Mercado de Tecnologias Assistivas no Brasil, com o Cid Torquato como moderador.

Dentre os assuntos discutidos nas palestras, destaco:

  • A importância do apoio do governo, em ações voltadas para pessoas com deficiência;
  • O desenvolvimento da tecnologia deve estar alinhado as necessidades da sociedade;
  • Às vezes não é necessário a utilização de alta tecnologia para poder fornecer uma solução eficaz, exemplo a bengala longa;
  • A informática teve grande impacto na vida dos deficientes visuais;
  • As órteses e próteses quando feitas de acordo com as necessidades da pessoa, trazem resultados impressionantes, porém, infelizmente o preço delas são muito caras é a uma grande dificuldade na importação, pois a ANVISA precisa aprovar antes, o que leva um bom tempo geralmente;
  • As cadeiras de rodas tem ajustes que devem ser feitos de acordo com as necessidades da pessoa, porém os orgão públicos, insistem em fornecer cadeiras genêricas, que são muitas vezes, não são ideais para o cadeirante;
  • A tecnologia é a chave para tornar a inclusão das pessoas com deficiência na sociedade;
  • A tecnologia por si só não é a solução final, ela é apenas um meio, há ainda várias outras premissas, como a educação das pessoas e formação de educadores;
  • Poucas empresas pararam para analisar esse mercado, e há cerca de 27 milhões de pessoas com deficiência no Brasil, ou seja, são 27 milhões de potenciais consumidores, que estão sendo ignorados pelas empresas;
  • A mobilidade urbana é um aspecto muito importante para ser ter uma cidade para todos;
  • Para você ser uma pessoa com deficiência, você tem que ser rico. Os tratamentos, aparelhos, produtos, etc para as pessoas com deficiência são muito caros, há redução de IPI para carros, por exemplo, e para cadeiras de roda?
  • A terceira idade precisa ser bem atendida e respeitada. E soluções para melhorar a qualidade de vida dessas pessoas é muito importante, pois no futuro serão a maioria da sociedade;
  • O mercado para pessoas com deficiência, ainda não é um mercado maduro;
  • O esporte pode motivar as pessoas com deficiência para a vida;
  • As pessoas com deficiência podem ser produtivas e menos dependentes do estado;
  • O governo ainda tem uma postura errada em relação as pessoas com deficiência, de só assistencialismo;
  • A acessibilidade é de extrema importância em web sites;
  • Nos EUA 2/3 das pessoas desempregadas com deficiência gostariam de trabalhar, mas não encontram emprego;
  • A falta de acesso a educação é um grande problema;
  • O uso de padrões abertos e softwares open-source é muito importante em soluções voltadas para pessoas com deficiência, pois assim não há uma forte dependência com a empresa desenvolvedora;
  • Mais difícil do que criar a tecnologia e manter-la;
  • Residências inclusivas são importantes, pois representam a possibilidade de uma vida individual;
  • É preciso menos discurso e leis e mais ações.

Palestra-Tecnologias Assistivas, Ajudas Técnicas e Seu Papel na Sociedade - Melhoria na Qualidade de Vida

Conclusão

A participação no evento trouxe para nós o que estavamos esperando, uma visão do mundo das pessoas com deficiência. Em várias palestras, haviam pessoas com deficiência apresentado suas idéias, projetos, experiências, etc, o que foi excelente, pois nada melhor do que quem vive essa realidade passar esse conhecimento para nós. Uma realidade que ainda é pouco conhecida pela maioria das pessoas, e por isso acaba sendo tão negligenciada.

Não é porque a pessoa tem uma deficiência que ela se torna incapaz de exercer o seu papel na sociedade, ela ainda pode ser produtiva e até servir de exemplo para a sociedade, afinal o mais importante muitas vezes, é a vontade e determinação, e isso percebemos que eles tem de sobra.

E nós temos um papel fundamental para que a inclusão da pessoa com deficiência na sociedade ocorra, pois precisamos ter respeito , educação e conhecer essas pessoas. Não adianta ter todo uma infra-estrutura que possibilite, por exemplo, a mobilidade urbana, se nós não estamos preparados a aceitar essa pessoa na sociedade.

Eu não tinha noção do quanto a tecnologia pode agregar para a vida de uma pessoa com alguma deficiência, é impressionante o quanto a tecnologia pode mudar o mundo da pessoa. Uma das frases, que ouvi, e que me chamou a atenção foi:

A tecnologia tornar as coisas mais agradáveis para as pessoas, já para as pessoas com deficiência, a tecnologia torna as coisas possíveis.

Portanto, nós temos que ao desenvolver um sistema, nos preocupar se ele é acessível por todos. Pois, o sim para todos, não deve ficar apenas no discurso, e sim na ação.

Fotos:

Por André Pantalião

Tags: , , , , ,

6 Respostas to “Impressões: Encontro Internacional de Tecnologia e Inovação para Pessoas com Deficiência”

  1. Márcia Porto Says:

    Parabéns,

    Concordo com você quando menciona que “27 milhões de potenciais consumidores, que estão sendo ignorados pelas empresas”, mas qual será o real motivo por desinteresse? PRECONCEITO!

    As políticas públicas será que “eles estão realmente preocupadas, no momento de liberação de verbas é que podemos verificar o quanto estão engajados.

    Você finaliza seu texto com responsabilidade de desenvolver o projeto “acessível para todos”, poxa fico muito feliz de perceber o quanto foi sensibilizado.

    Vamos em frente, pois estamos apenas começando…..

    Um abraço

  2. Fabrício Ferrari de Campos Says:

    Olá Márcia!

    Sim, acredito que o preconceito é o real motivo pelo desinteresse. E o paternalismo e o assistencialismo do governo, contribui para que os 27 milhões de pessoas com deficiência, sejam encarados como um “peso” para a sociedade. Quando na verdade, eles são tão capazes quanto a gente, e podem contribuir muito para a sociedade, cultura, etc. Um exemplo, é a Maria Gabrilli, que sofreu um acidente de carro é ficou tetraplégica, que faz um excelente trabalho como vereadora na cidade de São Paulo.

    Realmente, estamos só começo, e pra irmos para a frente, não é preciso só a ação do governo e sim de todos nós.🙂

    Obrigado pelo comentário.

    Abraços!

  3. Danibron Says:

    Fabrício,

    Acredito que o assistencialismo do governo nesse caso é necessário sim. Mas não exclusivo. Acho que o Governo pode (e deve) facilitar e tem por onde. Na questão que você bem citou de impostos e deixando que os Deficientes façam parte das decisões.

    Acho que grande parte do problema é tomar a decisões arbitrárias sem nunca sequer perguntar o que um deficiente acha. Vimos nesse encontro a necessidade de conversar e discutir COM o deficiente. Incluí-los na busca de soluções. Afinal de contas eles que as utilizaram.

    Acho que a barreira do PRECONCEITO é enorme. Quantas pessoas se prepararam realmente para suas palestras? Vimos muitas pessoas dizer “Portadores de Necessidades Especiais”, um termo ultrapassado e até mesmo ofensivo.

    Empresas se enfiando sem ao menos saber o que pensa um deficiente. E uma propaganda política, que em outros tempos eu diria desnecessária, mas que mostrou a quem podemos recorrer para brigar por pliticas públicas mais decentes, pelo menos mostrou quem se interessa, se é um interesse real descobriremos apenas com o passar do tempo.

    Parabéns pelo Post.

    Daniel

  4. Fabrício Ferrari de Campos Says:

    Daniel,

    Verdade, o assistencialismo do governo tendo esse foco apresentado é de extrema importância. O que eu acho errado é dá o assistencialismo, pensando que a pessoa com deficiência é inválida, pois isso não é a realidade. A famosa anologia de dá a vara, ao invés do peixe.🙂

    Obrigado pelo comentário.

  5. O melhor do Ensinar « Blog do Ensinar Says:

    […] Impressões: Encontro Internacional de Tecnologia e Inovação para Pessoas com Deficiência – Fabrício Ferrari de Campos (Ensinar); […]

  6. Eliseu da Costa Says:

    Olá!! Sou pai de um deficiente, q hoje é escritor e poeta, seu blog edizarelli.blogspot.com mais as dificuldades de inclusão na cultura é muito difícil, falata oportunidades..

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: