Posts Tagged ‘palestra’

Palestras Propostas no FISL10

abril 22, 2009

Para a 10a. edição do Fórum Internacional de Software Livre (FISL10), que ocorrerá no Centro de Eventos da PUCRS, em Porto Alegre, de 24 a 27 de Julho de 2009, a Voice Technology submeteu 3 propostas de palestras:

  • Testes de performance em plataformas SIP utilizando SIPP
    Visão geral sobre o processo de testes explicando seu objetivo, etapas, aspectos importantes deste tipo de testes, propondo um modelo deste processo para a execução de testes de performance em plataforma de telefonia IP. Mostra ferramentas OpenSource para testes, como o o Sipp e abordar as dificuldades normalmente encontradas neste processo
  • SIP Proxy em Cluster Utilizando IPVS e Keepalived
    Esta palestra irá abordar tópicos práticos e conceituais para a construção de uma solução de SIP proxy de alta disponibilidade utilizando Keepalived, IPVS e OpenSER (formalmente OpenSIPS e Kamailio).
  • Abertura de Código Fonte: Plug-in SIP para JMeter
    Encontrar a ferramenta correta para os testes é sempre uma passo importante no desenvolvimento do sistema. Por isso, estamos compartilhando com a comunidade nosso plug-in SIP para o Jmeter, para que possa ser mais uma opção na tarefa de eliminar bugs do sistema.

As propostas aceitas serão divulgadas até o dia 25 de Maio. Vamos torcer para que alguma, e porque não algumas ou até todas ;), de nossas palestras sejam aceitas.

De qualquer forma estaremos muito bem representados no evento com nossa pequena caravana!

Anúncios

“Nós somos os gringos deles – O mundo é pequeno para os profissionais de talento”

fevereiro 8, 2009

Já faz um tempinho, que eu prometi (aqui) que ia fazer um post sobre essa palestra, ministrada pelo Luli Radfahrer, que assiste no Latinoware 2008. E como dizem: “promessa é dívida”.

Para começar esse post, vamos lembrar, de uma mania que nós brasileiros temos: a de achar que tudo que vem de fora é melhor do que o produzido aqui.

Why? Por qué? なぜ? 為什麼?

O motivo para esse pensamento arcaico, deve-se ao passado do Brasil. Um país que na maior parte da sua história, foi colônia de Portugal, e na época, tudo o que era de fora, acabava tendo mais valor e glamour, por exemplo, roupas.

E outro fato, foi a forte migração de pessoas de todo mundo (eu mesmo sou bisneto de italianos). E os estrangeiros, diferentes de nós, valorizam as tradições, culturas, produtos, etc de seus países. E isso acabou sendo passado para nós.

Hoje em pleno século XXI, para ser mais preciso, em 2009, ainda somos conhecidos por sermos os maiores exportadores de matérias primas, por exemplo, a laranja. E continuamos importando o suco de laranja em caixinhas. E quando vamos ao supermercado preferimos comprar um suco de caixinha de uma empresa estrangeira, do que o produzido 100% por um empresa nacional.

Mas vamos parar de falar da indústria e do passado e começar a falar sobre a tecnologia e o presente.

Para fabricar caixinhas de suco, é preciso de máquinas, que são formadas por peças importadas, por isso acabamos exportando a laranja, para outros países industrializarem na forma de caixinhas de suco de laranja.

Mas você não disse que ia parar de falar da indústria?

Calma.

E para desenvolver um software, o que é preciso?

Mão de obra qualificada?

Também, mas qual é a matéria prima de um software?

Hmmmm…a informação?

Isso mesmo! A informação é a matéria prima para podermos criar um software.

E hoje com a Internet, temos acesso a informação de formar muito fácil e abundante. Blogs, Youtube, sites, etc, são atualizados a cada minuto, por pessoas de todo o mundo. Assim sendo, eu que moro no Brasil tenho acesso a mesma informação, que uma pessoa dos E.UA., da Índia, do Japão, de Bangladesh…

Desta maneira, temos a mesma condição de construir um bom software, que outras pessoas do mundo tem. E nos brasileiros, temos ainda um diferencial, usamos demais o lado direito do cérebro.

Os dois lados do cérebro

O lado direito do cérebro é o responsável pela criatividade, que pode ser um diferencial no desenvolvimento de um software, se usada da maneira correta. E falo da maneira correta, pois quando falamos em criatividade no desenvolvimento de software, logo lembramos da POG (Programação Orientada a Gambiarras).

Antes de encerrar esse post, deixo uma frase do Luli Radfahrer, e para quem quiser saber mais sobre esse assunto, recomendo a excelente palestra do Luli, apresentada no Latinoware 2008 e que se encontra mais abaixo:

“Hoje chegamos num ponto, que nós somos tão gringos quanto os gringos. Que o mundo se tornou pequeno, próximo e rápido, que as ferramentas estão disponíveis e ao alcance de qualquer um. E que o que vai fazer a diferência é a idéia, aplicada num algoritmo e que seja evolutivo. Se eu pudesse realizar um único desejo hoje, eu queria ser o meu neto.” (Luli Radfahrer)

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about “Luli – Palestra OAH – “Nós somos os g…“, posted with vodpod